Broca-do-café: Governo declara emergência fitossanitária em SP e ES

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) atendeu a um pedido da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e declarou estado de emergência fitossanitária relativo ao risco iminente de surto da broca-do-café, praga que atinge a lavoura cafeeira, para São Paulo e Espírito Santo. A decisão está em duas portarias do MAPA, publicadas nesta segunda-feira (26/1), no Diário Oficial da União.

A ação foi necessária em razão da dificuldade dos dois estados em controlar a doença. Com a declaração do estado de emergência fitossanitária, que vale por um ano, ficam autorizadas medidas emergenciais para evitar o surto da praga. Neste caso, já está autorizada a importação de inseticidas à base de Ciantraniliprole, mesmo produto utilizado por produtores de Minas Gerais no ano passado, quando o estado também teve decretado o estado de emergência fitossanitária, por conta da incidência da mesma praga. A importação tem como base a Portaria nº 711, de 17 de julho do ano passado, publicada para atender á demanda dos cafeicultores mineiros.

Desde o ano passado, a Comissão Nacional do Café da CNA e o Conselho Nacional do Café (CNC) têm trabalhado junto com os principais estados produtores do grão, por meio das federações de agricultura e pecuária e secretarias estaduais de agricultura, para solicitar medidas junto ao governo federal com o objetivo de controlar a praga. Com a publicação das portarias no DOU, os três principais produtores de café estão em estado de emergência fitossanitária.

A broca-do-café (Hypothenemus hampei) é uma das pragas que mais preocupa os cafeicultores. Este é o nome popular da larva que se alimenta das sementes do grão, e os danos podem ser totais ou parciais, impedindo o desenvolvimento do grão. Uma das formas de combate deve ser feito pelo uso de inseticidas. Entretanto, no Brasil, não há nenhum produto autorizado para controle desta doença, desde que foi proibido o uso de inseticida à base de endosulfan (BrasilAgro, 28/1/15)