CMN cria linhas de crédito para estimular a pecuária

Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje (31) novas linhas de crédito para a pecuária, com a intenção de estimular a manutenção e aquisição de matrizes reprodutoras e aumentar a oferta de carne.

São três linhas, cada uma com possibilidade de empréstimos de até R$ 1 milhão por beneficiário.

Duas estão relacionadas a matrizes e reprodutores, a fim de que o alto nível de abate não resulte em escassez de bezerros.

Outra é para a compra de bovinos destinados a engorda e confinamento.

As linhas de crédito para matrizes e reprodutores oferecem até dois anos de carência.

Uma financia a retenção das matrizes bovinas, com prazo de pagamento até três anos, e a outra é para a compra de reprodutores e matrizes bovinas e bubalinas (búfalos), com prazo de pagamento até cinco anos.

A linha de crédito destinada à aquisição de bovinos não oferece carência, e tem prazo de seis meses para pagamento.